O termo gestão educacional se refere à administração de assuntos inerentes ao ensino da instituição. É algo que envolve a escolha de metodologias, a integração do corpo docente com o material e o uso dos recursos certos para otimizar o aprendizado.

Se esses elementos estiverem em desequilíbrio, ficará difícil agregar valor à proposta educacional da escola. Portanto, é fundamental ficar de olho em erros clássicos que podem ocorrer na sua instituição e, assim, preparar a sua estrutura para que eles não aconteçam.

Confira a seguir os 4 maiores erros de gestão educacional e como evitar que eles aconteçam no seu dia a dia:

1. Não focar na evolução da equipe docente

O corpo docente de uma escola é diretamente responsável pela qualidade do ensino dela. Se esses professores não se atualizam, a gestão educacional tende a sofrer um impacto significativo com isso.

Soluções como sistemas de ensino costumam contar com assessorias pedagógicas, cujo intuito consiste em oferecer suporte no planejamento e implementação das estratégias educacionais da instituição de ensino. Além disso, pode promover atividades de integração para troca de experiências e atualização em relação às tendências.

2. Não empregar recursos digitais

A tecnologia evoluiu e, graças a ela, temos acesso a uma série de recursos digitais que são capazes de aumentar a qualidade do ensino, ajudar o aluno a reforçar o conteúdo aprendido e oferecer mais produtividade e praticidade ao corpo docente.

Ignorar essas possibilidades pode fazer com que a escola continue trabalhando da mesma forma que se fazia no passado, sem aproveitar as oportunidades de melhorias proporcionadas pela tecnologia. Por exemplo, você pode aproveitar uma série de vantagens ao usar uma plataforma LMS (Learning Management System).

3. Não inovar nas metodologias utilizadas

A forma como o conteúdo escolar é aplicado junto aos alunos é coordenada por metodologias de ensino. Se a sua instituição não busca inovar neste setor, a maneira como ela trabalha pode se tornar ineficaz.

Com o passar dos anos, especialistas da área de Educação seguem buscando a inovação quando o assunto são metodologias de ensino. É o caso, por exemplo, das metodologias ativas, que colocam o aluno como protagonista para que aprenda de forma autônoma e participativa.

4. Não preparar uma estrutura para pré-vestibular

O último ano do Ensino Médio é o momento para implementar uma estrutura voltada para o preparo para o vestibular. É nessa época em que os alunos devem ter contato não só com a revisão do material abordado até então, como também precisam entender as particularidades das principais provas do país.

O objetivo deve ser o preparo dos alunos para que sejam capazes de conquistar resultados expressivos. Trata-se de uma proposta de valor bastante atrativa para os pais e responsáveis, podendo ser decisiva para que a sua escola se mostre como uma opção viável.

Uma gestão educacional que não se renova acaba prejudicando a evolução da escola como um todo. Com o tempo, os pais e responsáveis perceberão que não há valor na proposta daquela instituição e não hesitarão em transferir a matrícula para outro lugar. Fique de olho também nos principais erros de gestão escolar, que se referem a possíveis problemas na administração da escola.