Cada etapa do aprendizado requer cuidados especiais durante períodos de adaptação como este. Com a regulamentação da BNCC, chega a hora de voltar o olhar para as mudanças que causam impacto no Ensino Médio.

A Base Nacional Comum Curricular do Ensino Médio foi aprovada pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) em dezembro de 2018. Após a homologação pelo Ministério da Educação, a previsão é que as novas diretrizes entrem em vigor a partir do ano letivo de 2020.

Isso significa que agora é o momento para começar a se concentrar nessas mudanças e implementar as adaptações necessárias em todos os âmbitos do ensino da sua escola. É sobre isso que vamos falar a seguir.

O que é a BNCC?

A Base Nacional Comum Curricular consiste em uma série de diretrizes que buscam nortear a construção do currículo das escolas baseando-se naqueles que são considerados os conhecimentos, competências, habilidades e atitudes mais importantes para cada uma das etapas do aprendizado.

Para as instituições de ensino, é obrigatório se adequar às determinações da BNCC. A maior mudança que ela traz para o Ensino Médio está relacionada à criação dos itinerários formativos.

Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio possuem mudanças específicas previstas na BNCC. Elas são reafirmações de tendências de ensino e prometem atualizar o currículo escolar das instituições.

Como a BNCC vai transformar o ensino médio?

Componentes curriculares obrigatórios e itinerários formativos

Com a implementação da BNCC, os componentes curriculares Língua Portuguesa e Matemática deverão ser oferecidos nos três anos do Ensino Médio. Os itinerários formativos buscarão o aprofundamento em uma ou mais áreas do conhecimento ou a formação técnica e profissional e serão definidos pelas redes de ensino.

Olhar voltado para o futuro

Segundo a BNCC, o ensino médio tem como intuito proporcionar a experiência que os estudantes precisam para se prepararem para o mercado de trabalho e a vida em sociedade. Então, o currículo escolar deve ter atenção voltada ao projeto de vida do aluno e a implementação de uma educação integral.

Respeito à diversidade

O ensino precisa levar em conta a diversidade do mundo e incorporar esse aspecto no dia a dia em sala de aula. Isso pode envolver a atenção a outras culturas e a valorização da diversidade entre os próprios alunos.

Foco na educação integral

A BNCC orienta um foco no desenvolvimento integral das competências e habilidades dos alunos. Isso requer ir além do ensino tradicional, orientado pelo cumprimento de uma lista de conteúdos relacionados à disciplina.

Adaptando o currículo escolar à BNCC

Agora é o momento de reunir o seu corpo docente e começar a elaborar um planejamento robusto com foco nas mudanças da BNCC para o Ensino Médio. Essa etapa requer atenção especial já que também envolve a preocupação com a iminência dos vestibulares e do Enem.

Para isso, é importante conferir a íntegra do documento, publicada no site do Ministério da Educação e discutir os principais pontos de mudança com a sua equipe.

Continue aprendendo mais sobre como aprimorar o ensino da sua escola. Baixe o nosso e-book para entender como melhorar as notas dos seus alunos nos vestibulares.